Segunda etapa de vacinação contra febre aftosa encerra na próxima quinta-feira dia 30 de novembro

22/11/2017

A segunda etapa da campanha de vacinação conta febre aftosa iniciou no dia 1º de novembro e será realizada até o dia 30. Deverão ser imunizados bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses de idade, que, no Estado, somam aproximadamente cinco milhões de animais. A meta da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do RS é chegar a uma cobertura vacinal superior a 90%. A primeira etapa, em maio, teve cobertura vacinal de 98,92% do rebanho em todo estado. 

Em Coqueiros do Sul são 3.630 animais que devem ser imunizados. Conforme informações da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Inspeção Veterinária, até o momento, 47,6% dos animais foram imunizados.

Os produtores podem adquirir as vacinas diretamente nas casas agropecuárias. Um frasco com 10 doses custa em média R$ 20. Caso o criador não realize a vacinação dos bovinos e bubalinos, receberá uma infração por ter perdido o prazo da campanha. Ele terá 15 dias para justificar a falha, sob pena de pagar uma multa entorno de R$ 1.096, mais um valor estipulado por animal, além de ficar impedido de emitir Guia de Transito Animal (GTA).

O criador deve estar atento aos aspectos práticos da imunização. O pecuarista precisa, por exemplo, pegar a nota fiscal da vacina com o fornecedor do produto e apresentá-la junto a inspetoria veterinária do Município de Coqueiros do Sul, junto com a relação dos animais imunizados, para declarar a vacinação. Além disso, ele deve ter cuidado com o transporte e armazenamento da vacina, procurando mantê-la sempre na temperatura de 2º a 8ºC para não perder a eficácia.

Outros cuidados são com a aplicação da dose correta do produto (5 ml) na lateral do pescoço do animal, usando seringas e agulhas limpas e não danificadas ou tortas. A Aftosa é uma das enfermidades animais mais contagiosas. O último caso da doença registrado no Rio Grande do Sul foi em 2001.